Região do deslizamento na BR-376 teve 185,4 mm de chuvas em único dia

0
(Foto: Albari Rosa/AEN)
Publicidade

O volume acumulado de chuvas nesta semana chegou a ultrapassar o dobro da média histórica para novembro na maioria dos pontos de medição do Litoral e Região Metropolitana de Curitiba, segundo registro feito pelo Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), de 26 de novembro até as 9 horas desta sexta-feira (02).

Na estação meteorológica Vossoroca, em Tijucas do Sul, a mais próxima do km 669 da BR-376, onde ocorreu o deslizamento de terra, foram 326 mm (milímetros) acumulados, enquanto que a média para o mês passado todo é de 126 mm. Só na segunda-feira (28) choveu 185,4 mm. Foi o maior acumulado em um único dia de novembro entre as medições de todas as estações que registram o índice pluviométrico no Estado.

Mais estações registraram chuvas além do normal para o período. Em Antonina choveu 324,4 mm nesse período, sendo quase 235 mm entre segunda e terça (28 e 29). A média esperada para todo o mês de novembro era de 221,4 mm. Em Morretes, onde foram registrados vários pontos de alagamento, inclusive com deslizamento na Estrada da Graciosa, o acumulado da semana chegou a 290 mm.

O quarto maior acumulado do Estado foi em Guaraqueçaba, com 282,8 mm. O município já registrava 105 mm acumulados entre sábado e domingo (26 e 27) e houve um pico de 92 mm na segunda-feira. A estação de Paranaguá registrou 200,8 mm frente à média de 119 mm do mês todo. Já Guaratuba registrou 159,8 mm em uma semana, frente à média histórica de 215,9 mm (mês fechado).

Em Curitiba, a média para novembro é de 115,1 mm. A estação do Simepar registrou 85,4 mm de chuva nesta última semana, mais de 70% numa eventual comparação. O destaque é que metade desse volume se concentrou na segunda-feira, gerando áreas de alagamento em alguns pontos da cidade e da Região Metropolitana. O Simepar não mantém estações em outros municípios da RMC, além de Tijucas do Sul.

EXPECTATIVA – Entre esta sexta-feira (02) e o fim de semana, o Simepar informa que as chuvas continuam na RMC e Litoral, porém com volume mais próximo da normalidade para o período e concentradas nas tardes e noite. A tendência geral do Estado para o mês de dezembro é de mais estabilidade.  “Embora na faixa região Oeste, na divisa com o Mato Grosso do Sul e fronteira com o Paraguai, haja tendência de chuva abaixo da média, nas demais regiões o comportamento será mais próximo da normalidade de verão”, explica o meteorologista Fernando Mendes, do Simepar.

NOVEMBRO DE 2021 – As chuvas de novembro do ano passado ficaram abaixo da média prevista para o mês em todo o Estado. O desvio negativo (anomalia) foi bem expressivo, principalmente na região Noroeste e em Curitiba e Região Metropolitana, que ainda sofria com rodízio no abastecimento. Foram registrados 1.019,6 mm em todo o Paraná naquele mês (registro das xx estações meteorológicas). 

Confira as médias históricas do mês de novembro no Litoral:

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui