24.2 C
Paraná
sábado, junho 22, 2024
InícioCiênciaA imagem do buraco negro apoia a teoria da...

A imagem do buraco negro apoia a teoria da gravidade de Einstein, decepcionando os cientistas que estão procurando brechas.

spot_img

Uma equipe internacional revelou a primeira imagem do buraco negro da Via Láctea na quinta-feira.

Os pesquisadores dizem que a imagem ajuda a confirmar as previsões da teoria da relatividade geral de Einstein.

O mesmo instrumento, chamado Event Horizon Telescope, capturou a primeira imagem de um buraco negro em 2019.

Uma equipe de pesquisa global com o Event Horizon Telescope capturou a luz em torno de nosso próprio buraco negro supermassivo, Sagitário A*, revelando sua primeira imagem. O novo cartão postal do centro da nossa Via Láctea ajuda a confirmar as previsões da teoria da relatividade geral de Einstein. Informações do portal Buisness Insider.

“Ficamos surpresos com o quão bem o tamanho do anel concordou com as previsões da teoria da relatividade geral de Einstein”, disse Geoffrey Bower, colaborador do EHT e astrônomo da Academia Sinica, em Taipei, em um comunicado. “Essas observações sem precedentes melhoraram muito nossa compreensão do que acontece no centro de nossa galáxia e oferecem novos insights sobre como esses buracos negros gigantes interagem com seus arredores”.

Há um século, Albert Einstein previu a existência de buracos negros – pontos no espaço onde a gravidade é tão forte que nem partículas nem luz podem escapar deles. Ao longo dos últimos cem anos, os cientistas colocaram repetidamente à prova a teoria da relatividade geral de Einstein, tentando encontrar situações ou circunstâncias em que ela falha. Eles ainda não encontraram um.

O horizonte de eventos de um buraco negro permite que os pesquisadores testemunhem a gravidade em seu extremo, vendo assim se a teoria da relatividade geral de Einstein se sustenta. As teorias de Einstein sobre como a matéria se comporta em torno de buracos negros passaram consistentemente em testes cósmicos, e as fotos de quinta-feira de Sagitário A* não são exceção: Einstein até previu a forma simétrica que os cientistas fotografaram.

“Tirar uma foto do buraco negro no centro de nossa galáxia é uma conquista incrível. Mostra que Einstein estava certo, mais uma vez”, Duncan Brown, professor de física da Universidade de Syracuse, que não esteve envolvido na foto cósmica, disse em um comunicado de imprensa. “A imagem mostra gás quente girando em torno do buraco negro no coração de nossa galáxia. O gás está se movendo quase tão rápido quanto a velocidade da luz”, acrescentou Brown.

A nova imagem não é a primeira vez que os pesquisadores conseguiram tirar uma imagem de um buraco negro supermassivo. Em 2019, a colaboração do Event Horizon Telescope divulgou a primeira imagem de um buraco negro, chamado M87*, no centro da galáxia Messier 87, mais distante. As imagens dos dois buracos negros parecem semelhantes, embora o buraco negro da Via Láctea seja 1.000 vezes menor.

À medida que mais buracos negros são fotografados, os pesquisadores podem continuar investigando as teorias de Einstein em busca de rachaduras.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui