25.1 C
Paraná
quinta-feira, julho 25, 2024
spot_img
InícioCidadesParaná tem 3.572 desabrigados pela chuva

Paraná tem 3.572 desabrigados pela chuva

spot_img

A Coordenadoria Estadual da Defesa Civil divulgou uma atualização sobre a situação das fortes chuvas que ocorreram sobre boa parte do Paraná nos últimos dias e divulgou o número de pessoas desabrigadas pela chuva: 28.561 em 64 municípios paranaenses, devido, principalmente, às cheias do Rio Iguaçu, na região de União da Vitória. No total, 1.822 pessoas permaneceram desalojadas (em casas de amigos ou parentes), enquanto outras 3.572 estão desabrigadas (temporariamente em abrigos públicos).

O informe aponta ainda uma morte em Irati e oito pessoas de cinco cidades (Cascavel, Londrina, Maringá, Paulo Frontin e Guaratuba) feridas em decorrência das complicações causadas pelas tempestades.

As equipes locais e estaduais da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros Militar do Paraná seguem atendendo a população com resgate daquelas em situação de risco e transporte para locais seguros. Em União da Vitória, que se tornou a cidade mais atingida do Estado devido à cheia de seis metros e meio do Rio Iguaçu, moradores tiveram que deixar as as suas casas. Desde o dia 2 de outubro, os alertas à população, assim como a mobilização junto às redes sociais e outros canais de comunicação, auxiliaram para que a informação sobre as chuvas chegassem a todos.

Os locais mais afetados foram União da Vitória (9.000 pessoas), Rebouças (3.006), Jardim Alegre (2.800), São Jorge d’Oeste (1.600), Peabiru (1.520), Cascavel (1.350), Ivaiporã (1.200), Jaboti (1.003), Grandes Rios (1.000), Mangueirinha (822), Curitiba (700), Paulo Frontin (660), Pinhão (599), Paula Freitas (520), Araucária (495) e Sulina (300). As regiões Central, Sul, Centro-Sul e Campos Gerais registraram os maiores estragos no final de semana, enquanto o Oeste, que chegou a registrar um tornado, teve os maiores registros na semana passada.

Outra novidade é que Paula Freitas também teve o decreto de situação de emergência homologado pelo Estado, se somando aos municípios de Cascavel, Mangueirinha, São Jorge D’Oeste, Pinhão e Rio Negro. Ivaiporã, União da Vitória e Paulo Frontin também decretaram situação de emergência, mas ainda não tiveram o processo homologado pelo Estado.

RODOVIAS ESTADUAIS – As chuvas causaram estragos nas rodovias estaduais no final de semana, mas a recuperação já começou. Em Jaguariaíva, houve o rompimento do pavimento da PR-151 na altura do km 214. O tráfego de veículos está sendo desviado por rotas alternativas e a equipe do Estado já iniciou uma obra para a recuperação do trecho.

A PR-170, entre Guarapuava e o distrito de Entre Rios, que havia registrado um escorregamento de terra em um dos acostamentos e ficado com tráfego em apenas uma faixa já teve o trânsito liberado nos dois sentidos, com bloqueio apenas no acostamento. O local está devidamente sinalizado e sendo monitorado para definir qual solução será adotada para recuperar o aterro ao lado da pista.

Outros dois pontos chegaram a registrar alagamentos. A PR-364 foi interditada temporariamente na altura do km 100, entre Irati e Inácio Martins, devido ao transbordo do Rio Preto, que cobriu ambas as pistas, mas a pista já foi liberada. Em Pitanga, a PRC-466 (ligação com Guarapuava e Campo Mourão) e a PR-239 (ligação com Mato Rico) foram atingidas, mas o fluxo já foi restabelecido.

Na Estrada da Graciosa, houve liberação do tráfego durante a noite. Não houve novas penetrações. As informações sobre a rodovia podem ser acompanhadas neste perfil no Twitter.

spot_img
spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui