24 C
Paraná
terça-feira, julho 23, 2024
spot_img
InícioCiênciaTelescópio da NASA encontra uma 'super-Terra'

Telescópio da NASA encontra uma ‘super-Terra’

spot_img

O Satélite de Pesquisa de Exoplanetas em Trânsito da NASA (TESS) identificou um planeta ‘super-Terra’ orbitando na zona habitável de uma estrela anã vermelha relativamente próxima. Este exoplaneta, designado como TOI-715 b, pode estar acompanhado por um planeta do tamanho da Terra.Essa descoberta é significativa porque as estrelas anãs vermelhas, sendo menores e mais frias que o sol, frequentemente são consideradas os astros mais propícios para abrigar pequenos planetas rochosos habitáveis.De acordo com comunicado da NASA, o TOI-715 b possui uma largura aproximadamente 1,5 vezes maior que a da Terra e está localizado na região ao redor de sua estrela onde a água líquida poderia existir sem evaporar ou congelar, conhecida como zona habitável devido à sua importância para a vida. Os cientistas também se referem a essa região como a ‘zona de Goldilocks’, pois não é nem ‘muito quente’ nem ‘muito fria’ para sustentar a água líquida.Utilizando o TESS, uma equipe internacional de cientistas liderada por Georgina Dransfield, da Universidade de Birmingham, detectou a super-Terra enquanto ela transitava pelo disco de sua estrela mãe, TOI-715, localizada a cerca de 137 anos-luz da Terra, durante sua órbita de 19 dias terrestres.Desde o seu lançamento em 2018, o TESS tem detectado exoplanetas observando as pequenas variações na luz das estrelas causadas pelos planetas à medida que transitam diante delas. Esse método de trânsito é mais eficaz quando os planetas estão próximos de suas estrelas e possuem órbitas curtas, pois transitam mais frequentemente diante da estrela durante um período de observação.A proximidade relativa do TOI-715 b com a Terra, juntamente com sua localização na zona habitável ao redor de uma estrela fria, torna este exoplaneta recém-descoberto um alvo primário para investigações adicionais com o Telescópio Espacial James Webb (JWST).Entretanto, é importante destacar que a simples presença de um planeta na zona habitável de uma estrela não garante sua habitabilidade. Por meio do JWST, os astrônomos poderão determinar características cruciais para a habitabilidade do TOI-715 b, como sua massa e a presença de uma atmosfera. Essas informações podem revelar se o planeta é um ‘mundo aquático’, fornecendo mais indícios sobre sua capacidade de sustentar vida.

Além da super-Terra mencionada, os cientistas agora buscarão confirmar a existência de um possível planeta do tamanho da Terra, chamado TOI-715 c. Se esse planeta for confirmado, será o menor mundo já detectado pelo TESS.

spot_img
spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui