InícioEducaçãoAlep promoveu aulão preparatório para o ENEM

Alep promoveu aulão preparatório para o ENEM

spot_img

O plenário da Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) recebeu, nesta sexta-feira (27), uma aula magna para apoiar estudantes da rede pública de ensino com revisões e orientações como preparação ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Promovido pela Escola do Legislativo, os estudantes da rede pública de ensino da Região Metropolitana de Curitiba assistiram a revisão de temas importantes cobrados no Exame Nacional de cinco áreas do conhecimento: Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens, Matemática e Redação.

O diretor Legislativo e da Escola do Legislativo, doutor Dylliard Alessi, comentou sobre a importância de o Poder Legislativo oferecer a revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio. “A Assembleia Legislativa realiza este evento para ajudar os alunos da rede pública de ensino a passar por essa importante fase de suas vidas que é o Enem, mas também para que estes estudantes conheçam a Casa de Leis do Paraná, se sentem nas cadeiras dos deputados, nas galerias e se aproximem do Legislativo. A parceria da Escola do Legislativo com o Instituto Eureka já existe há tempo e isso nos deixa muito satisfeitos, porque são pessoas sérias e extremamente preparadas para transmitir conhecimento aos alunos. Uma aula magna que não só ajuda os estudantes na prova do Enem, mas que ao mesmo tempo diverte e ensina estes alunos que hoje vieram nos visitar”.

Já o coordenador do aulão de revisão ao Enem, professor Marlus Geronasso, explicou sobre a realização da ação do Instituto Eureka com a Escola do Legislativo. “Este aulão é uma provocação, porque os alunos estão as vésperas do Exame Nacional, a maior prova pública do nosso país e de extrema importância porque é o futuro desta garotada. A Casa do Povo abre suas portas para se transformar em uma grande sala de aula e com isso os estudantes da rede pública vem para estudar aqui no Legislativo Paranaense”.

Primeira parte

Na primeira parte da manhã foram ministradas aulas de Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens, Matemática. Os alunos puderam acompanhar a resolução de questões que já caíram em edições anteriores da ENEM e receberam dicas dos professores sobre possíveis perguntas para a prova de 2023.

Após o intervalo foi composta a mesa de honra para homenagear os professores e diretores de escolas grandes responsáveis pelo sucesso da realização do aulão na Assembleia com a entrega de certificados e diplomas.

A Mesa foi composta pelo diretor do Legislativo e da Escola do Legislativo, doutor Dylliard Alessi; o coordenador geral do projeto Eureka, professor Marlus Geronasso; diretor presidente do Centro Universitário Internacional Uninter, professor Wilson Picler; o presidente da Fundação Wilson Picler e vice-reitor da Uninter, professor Jorge Luiz Bernardi; o pró-reitor de Graduação do Centro universitário Uninter, professor Rodrigo Berti; a vice-presidente do Conselho Estadual de Educação, senhora Clemência Maria Pereira Ribas, a chefe do Departamento de Desenvolvimento Curricular da Secretaria da Educação, Ane Carolina Chimanski e a presidente do Instituto Eureka de Educação, professora Regina Elisabeth Luque.

O presidente do Centro Universitário Uninter, Wilson Picler, declarou ser emocionante ver o Plenário da Assembleia repleto de estudantes. “É muito bom ver tantos alunos empenhados em uma carreira profissional futura que começa aqui na preparação do Enem. O futuro depende do empenho de cada um de vocês através do estudo”.

O vice-reitor da Uninter, professor Jorge Luiz Bernardi, saudou a todos e deixou uma mensagem aos estudantes. “Queria lembrar uma expressão que sempre repito aos alunos: ‘quem estuda manda, quem não estuda é mandado’. Mas chegará o dia em que todos estudarão e ninguém mais precisará mandar e ser mandado, cada um saberá cumprir com o seu dever”.

A vice-presidente do Conselho Estadual de Educação, senhora Clemência Maria Pereira Ribas ressaltou que “como professora, a grande honra é estar na frente dos alunos. Isso representa tudo na vida de um professor”.

A chefe do Departamento de Desenvolvimento Curricular da Secretaria da Educação, senhora Ane Carolina Chimanski, afirmou que “para a Secretaria de Educação é motivo de muito orgulho participar deste momento onde alunos se preparam para a vida e novas trajetórias profissionais e acadêmicas”.

Segunda parte

A segunda parte da manhã foi toda dedicada a Redação no Enem. Após uma explicação sobre a estrutura da prova de texto do Enem, teve início o exercício da redação oral dos integrantes do projeto Debatedores Nota 1.000. Os quarenta alunos dos Colégios Estadual do Paraná, Professor José Guimarães, Xavier da Silva e Narciso Mendes apresentaram um texto contextualizando com um tema que pode ser abordado no Enem 2023. A escola vencedora do debate foi o Colégio Estadual do Paraná e os participantes ganharam livros, medalhas e troféus pela conquista.

Os alunos dos Colégio Professor José Guimarães debateram com os alunos do Colégio Xavier da Silva o tema: “ A educação em tempo integral deve ser adotada no Brasil? ” Em seguida os alunos do Colégio Narciso Mendes debateram com os alunos do Colégio Estadual o tema: “De que forma o Poder Público pode tratar da situação dos moradores de rua, sem impedir o direito de ir e vir”.

Os debatedores apresentaram argumentos sobre os temas e foram avaliados por três jurados que designaram a premiação, a coordenadora pedagógica da Escola do Legislativo, Roberta Picussa, o professor e poeta Antonio Thadeu Wojciechowski, presidente e maestrina do Instituto de Música e Arte, professora Marcia Regina Mocelin.

Os professores avaliaram comparativamente os temas das redações de edições anteriores para que os alunos possam trinar seus textos. Em 2016, “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”, em 2017, “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”, em 2018, “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, em 2019, “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”, em 2020, “O estigma associado as doenças mentais na sociedade brasileira”, em 2021, “Invisibilidade e Registro Civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil” e em 2022, “Desafios para a valorização de  comunidades e povos tradicionais no Brasil”.

A aula na íntegra pode ser assistida no canal de YouTube da Assembleia Legislativa que também disponibiliza um hotsite com diversas vídeo aulas e cadernos de exercícios para downloads gratuitos: https://www.assembleia.pr.leg.br/assembleia-no-enem

O projeto

 O projeto “Assembleia no Enem” começou em 2016, quando a Diretoria de Comunicação passou a exibir na TV Assembleia aulas de preparação para o Enem, ministradas pelos professores da ONG Instituto Educacional Eureka. Além das aulas, surgiu a ideia inédita no país de promover um aulão no Plenário da Assembleia. A iniciativa foi um sucesso que contou com a presença de mais de 2500 alunos, transmitidos ao vivo pela TV Assembleia e redes sociais do legislativo paranaense.

Também foi produzido um hotsite próprio do projeto com conteúdos exclusivos e materiais de apoio para que os alunos possam estudar.  No site do projeto estão disponíveis apostilas online, com exercícios de provas anteriores do ENEM que podem ser baixadas para a resolução dos exercícios.

Ainda dentro da proposta do projeto Assembleia no Enem, em 2016 a Assembleia Legislativa promoveu o 1º Concurso de Redação, que mobilizou 50 mil alunos das escolas públicas de Curitiba. Estudantes das 132 escolas estaduais participaram do concurso com o tema: ”Como o cidadão pode participar de maneira efetiva das discussões e da elaboração de projetos de lei na Assembleia Legislativa do Paraná?”.

Em 2023 a Escola do Legislativo da Assembleia assumiu a parceria com o Instituto Eureka e realizou nova edição do aulão de revisão do Enem e produção conjunta de novos e atualizados conteúdos.

Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui