Frente Ampla de Esquerda pode sair do papel em Curitiba

1
Reunião para a construção de uma Frente Ampla de Esquerda em Curitiba (Foto: rede social EB)
Publicidade

Fernando Tupan, do poderoso Blog do Tupan, conta que representantes do PT, PV, PCdoB, PSOL, PDT e PSB se reuniram em um restaurante bacana da capital do Paraná para tratar das eleições de 2024 à Prefeitura de Curitiba, com a presença de dirigentes de partidos de esquerda e de centro-esquerda, como o presidente do PT de Curitiba, Angelo Vanhoni; a deputada federal Carol Dartora (PT); a vereadora Professora Josete (PT); Dione Garcia (PT); Edilonson de Oliveira; os cordenadores do Psol Gabriel Feltrini e Giana de Marco; o presidente do PCdoB de Curitiba, Rafael Sallet; o presidente estadual do PCdoB, Elton Barz; o presidente estadual do PDT, Goura Nataraj; o presidente estadual do PV, Raphael Rolim de Moura; o presidente estadual do PSB, Luciano Ducci e Martin Esteche, representante da deputada federal e presidente do PT Nacional, Gleisi Hoffmann.

O motivo do encontro foi para tentar costurar as arestas para a eleição municipal de seis de outubro e iniciar o debate de quem será o representante do grupo, já que Luciano Ducci, Carol Dartora e Goura Narataj estão articulando a vaga, além de outros postulantes.

Nenhuma conclusão foi tirada, mas foi um avanço para fechar o ponto da necessidade de apenas um nome concorrer para ter chances das tendências chegarem ao segundo turno.

Mas a divisão ficou aparente, cada um dos prefeituráveis querendo puxar sardinha para o seu lado, mas a verdade até o momento é que Luciano Ducci desponta como o nome viável para 2024, seguido de Goura Narataj e Carol Dartora com chances mínimas de emplacar a indicação, pela falta de preparo demonstrado em um podcast do deputado estadual Requião Filho (PT), na semana passada, quando tropeçou em um tema básico, a fala da presidente da FAS, que desejava usar a Guarda Municipal de Curitiba para tirar sem tetos das ruas Marechal Deodoro e André de Barros.

Dentro da Federação Brasil da Esperança há uma terceira via, o deputado federal e líder de Luiz Inácio Lula da Silva na Câmara Federal, Zeca Dirceu, que dizem ter mudado o título eleitoral para a capital do Paraná.

Correndo por fora na Federação estão os deputados Tadeu Veneri (PT), Renato Freitas (PT), Ana Júlia (PT) e Requião Filho (PT).

Maria Letícia, do PV, também colocou o nome para ser uma alternativa dos grupos progressistas, ligados ao movimento LGBTQIA+ da cidade.

No release divulgado pelo PT há uma tentativa de se construir uma narrativa para enfrentamento contra os candidatos de centro-direita e direita, representados por nomes como Ney Leprevost (UB) e Eduardo Pimentel (PSD).

De concreto até agora foi uma nova reunião para manter os líderes mobilizados e com vontade de fazer história em 2024 para a próxima semana.

Se vai dar certo ou errado a articulação, só iremos saber após o fim da apuração das urnas eletrônicas, na noite de seis de outubro, também vai depender da economia no próximo ano, o maior quebrador de perna dos partidos políticos na história.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

  1. Chutaram da foto o invasor de igrejas? O imbeciloide metidos “deputado”? Essa frente aí eh de TIRAR O SONO do eleitor! Já imaginou por um segundo se ganham? Vai ser soh pauta lgbt+sei lá o que, pauta de minoria, pauta de quilombola, pauta de afro, pauta de canudinhos de papel, etc, a única coisa que não vai ser defendida nessa pauta EH QUEM TRABALHA E PAGA IMPOSTOS ABSURDOS! O mundo que liberdade e MENOS IMPOSTOS, e esse corja aí não entende nada disso. FORA ESQUERDA PERNÓSTICA.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui