24.2 C
Paraná
sábado, junho 22, 2024
InícioCulturaICS inaugura Espaço Cultural no Centro de Saúde

ICS inaugura Espaço Cultural no Centro de Saúde

spot_img

O novo ambiente inclui espaço para mostras itinerantes e atrações fixas, como a Linha do Tempo, a Galeria dos Presidentes, um memorial para as vítimas da Covid-19, uma cápsula do tempo e uma exposição permanente de objetos antigos

Depois de aproximadamente 120 dias de obras, o Instituto Curitiba de Saúde (ICS) inaugurou esta semana a “joia da coroa” do projeto de revitalização do seu Centro de Saúde, no Rebouças: o Espaço Cultural ICS, construído onde funcionava a antiga Central de Atendimento ao Beneficiário – que foi transferida para o térreo.

O ambiente projetado pela arquiteta Ana Balbinot inclui uma galeria para exposições periódicas – inaugurada pela mostra Curitiba em Tela: Uma Visão Fotográfica, do fotógrafo curitibano Ricardo Marajó – e atrações fixas como a Linha do Tempo do ICS, a Galeria dos Presidentes, o Memorial da Covid-19 (em homenagem aos beneficiários que faleceram na pandemia) e um minimuseu com objetos históricos – como um antigo cofre recebido de presente pelo prefeito Rafael Greca quando foi diretor da Casa da Memória, em 1980, totalmente restaurado –, instrumentos médicos antigos e até uma Cápsula do Tempo, a ser aberta no aniversário de 40 anos do instituto, em 8 de julho de 2039.

“Este espaço é muito mais do que um ambiente dedicado à arte e à cultura. Ele é um símbolo, no microcosmo do nosso Instituto Curitiba de Saúde”, declarou o presidente do ICS, Tiago Waterkemper.

E prosseguiu: “O mesmo espírito inovador, de dar outra finalidade a espaços ociosos, que está na origem de parques como o Barigui e o Tanguá, em atrações criativas como o Jardim Botânico, a antiga Torre da Telepar, o Museu Oscar Niemeyer, a Pedreira Paulo Leminski e a Ópera de Arame, foi o que nos moveu na revitalização que promovemos na nossa sede, e da qual este Espaço Cultural é um símbolo”.

“Eu pessoalmente fico muito feliz em ver o cofre da loja Lá no Lumm completamente restaurado. Fui eu que trouxe este cofre para cá, quando era diretor da Casa da Memória. Eu queria arrumar aqui para levar de volta para a Casa da Memória, mas não foi possível porque desistiram de carregá-lo”, acrescentou o prefeito. “Havia uma lenda de que dentro do cofre havia dinheiro, outra de que havia uma arma antiga, mas não tinha nada. Foi uma doação da Dona Marli Lumm, de saudosa memória.”

Além do prefeito Rafael Greca, diversas autoridades prestigiaram a inauguração do Espaço Cultural ICS. Entre elas, o secretário estadual de Planejamento, Guto Silva, representando o governador Ratinho Junior; o secretário municipal de Planejamento, Cristiano Hotz; a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Castro; o presidente da Urbs, Ogeny Maia Neto; o controlador-geral do município, Daniel Conde Falcão; os administradores regionais do Boqueirão, Ricardo Dias, e Raphael Keiji, da CIC; os vereadores de Curitiba Rodrigo Reis e Mauro Bobato; e representantes do secretário estadual da Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros, e da deputada estadual Maria Victoria. Também foram recebidos os ex-presidentes do ICS Dora Pizzatto, Wilson Mokva, Wilson Michaelis e Paulo Munhoz da Rocha.

A solenidade marcou ainda a reabertura para o público do acesso pela Avenida Marechal Floriano Peixoto, que havia sido fechado em virtude da pandemia e – a exemplo da entrada pela Rua Santo Antônio – passou por uma reforma completa.

O Espaço Cultural é o capítulo mais recente da revitalização do Centro de Saúde, que envolve uma série de melhorias e o reaproveitamento de espaços subutilizados. “Nesse contexto, um arquivo de documentos que foram digitalizados deu lugar ao ICS Café, um antigo depósito se transformou no Auditório Beneficiário Jaime Lerner, muito utilizado nos nossos programas, e assim por diante”, exemplificou o presidente Tiago Waterkemper. “Sem falar na reforma completa do prédio, que incluiu a troca do piso, a pintura das paredes, novos consultórios, sinalização padronizada, a substituição do pavimento do estacionamento e até uma nova identidade visual.”

Para completar, em breve toda essa estrutura será impulsionada por energia limpa – pela miniusina de energia solar, formada por placas fotovoltaicas que estão sendo instaladas no telhado do Centro de Saúde, na cobertura da passarela que dá acesso à Rua Santo Antônio e em car spots no estacionamento, que dentro de 180 dias vão suprir com sobras a energia consumida pelo instituto, de quase 22,5 mil kW/h por mês.

“A licitação para a contratação da empresa que está tocando a obra foi a primeira do Brasil a ser executada pelo critério de maior retorno econômico – o contrato de eficiência – pela nova Lei de Licitações”, destaca Waterkemper. “Nessa modalidade, a economia que teremos com a Copel será utilizada para remunerar a empresa. Após a quitação, toda estrutura será incorporada ao patrimônio do ICS, sem qualquer ônus adicional.”

E conclui: “Estou certo de que, ao fim da nossa gestão, deixaremos aos beneficiários e seus dependentes, além dos colaboradores da instituição, um novo Instituto Curitiba de Saúde”.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui