16.2 C
Paraná
quarta-feira, maio 22, 2024
InícioEmpregoParaná foi líder na empregabilidade feminina em 2023

Paraná foi líder na empregabilidade feminina em 2023

spot_img

No decorrer de 2023, o estado do Paraná conquistou a posição de destaque no ranking nacional de empregabilidade feminina, liderando a lista entre todas as unidades da Federação em termos de contratos de trabalho intermediados pelas Agências do Trabalhador. Foram estabelecidos 62.248 vínculos empregatícios formais por meio da Rede Sine no estado, representando expressivos 38% do total de 165.328 contratações efetuadas via Sine em todo o país. São Paulo se posicionou em segundo lugar, com 23.257 contratos, enquanto o Ceará ficou em terceiro, contabilizando 21.357 contratações.

O desempenho notável do Paraná contribuiu significativamente para as 81.155 contratações de mulheres registradas na região Sul ao longo de 2023, respondendo por 76% desse total. No mesmo período, o Rio Grande do Sul contabilizou 14.707 contratações via Sine, e Santa Catarina registrou 4.200.

Essa conquista representa o melhor resultado do estado nos últimos dez anos nesse indicador específico, superando as 51.938 contratações de mulheres registradas em 2022. Além disso, o desempenho de 2023 ultrapassa em 20% os resultados de 2013, marcando um avanço notável na última década, representando 40% de todas as 154 mil contratações efetivadas pelas Agências do Trabalhador no mesmo ano.

No mês de dezembro de 2023, as Agências do Trabalhador no Paraná intermediaram um total de 7.073 vagas, consolidando ainda mais a liderança estadual. São Paulo e Rio Grande do Sul ocuparam, respectivamente, o segundo e terceiro lugares, com 3.546 e 2.594 trabalhadoras inseridas em empregos formais.

O secretário de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, destacou o avanço significativo na empregabilidade feminina como um indicador crucial para novas iniciativas. Ele ressaltou as ações promovidas ao longo de 2023, visando criar oportunidades específicas para as mulheres, incluindo cursos de qualificação profissional em áreas com maior demanda por mão de obra feminina. O secretário também enfatizou a conquista de 98% das vagas gerais de ensino superior pelas mulheres de janeiro a novembro do ano passado, revelando a implementação de estratégias especializadas e busca ativa por profissionais com formação técnica e superior.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui