15.9 C
Paraná
domingo, junho 23, 2024
InícioSaúdeParaná Registra Aumento nos Casos de Dengue

Paraná Registra Aumento nos Casos de Dengue

spot_img

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta terça-feira uma atualização do boletim epidemiológico da dengue, apresentando um preocupante aumento de 3.911 casos positivos e três mortes no estado. Com esses números, o Paraná agora contabiliza quatro óbitos e 16.693 casos confirmados pela doença desde o início do período epidemiológico em julho de 2023, que se estenderá até o final de julho deste ano.

Os recentes óbitos foram registrados em Mariluz (uma mulher de 39 anos), Cambé (um homem de 82 anos) e Cornélio Procópio (um homem de 58 anos), todos sem comorbidades. Adicionalmente, 14 óbitos ocorridos desde o início de janeiro estão em processo de investigação em diferentes municípios, incluindo Apucarana, Planaltina do Paraná, Cambira, Cambé, Paranavaí, Sarandi, Quedas do Iguaçu e Mandaguari.

Os 16.693 casos confirmados da doença estão distribuídos nas 22 Regionais de Saúde, afetando 279 dos 399 municípios do estado. Dos casos confirmados, 14.784 são considerados autóctones, adquiridos no município de residência dos infectados. A Sesa já descartou 31.378 casos suspeitos.

O mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, também é vetor de outras doenças, como zika e chikungunya. O boletim atual não registra casos de zika, com 50 notificações e nenhuma confirmação de caso ou óbito. Já em relação à chikungunya, foram registrados três novos casos, totalizando 47 confirmações no estado. Do total, 38 são autóctones e quatro considerados importados, com 415 notificações desde o início do período sazonal.

Como resposta ao aumento dos casos, a Sesa conduziu uma capacitação nesta terça-feira, focando no manejo clínico, hidratação e condução de pacientes com suspeita de dengue. A capacitação envolveu profissionais da urgência e emergência das Unidades de Pronto Atendimento e coordenadores das Centrais de Leitos dos 399 municípios.

Maria Goretti David Lopes, diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, destacou a importância da mobilização de todos os profissionais de saúde no enfrentamento contra a dengue. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, reforçou a necessidade de uma força-tarefa envolvendo a população na eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti, destacando a urgência de ações coordenadas em todo o estado.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

hot news

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui