Obras da Perimetral Leste avançam em Foz do Iguaçu

0
(Foto: PMFI)
Publicidade

A Rodovia Perimetral Leste de Foz do Iguaçu, nova ligação entre a BR-277 e a Ponte da Integração, atingiu a marca de 16,57% de conclusão. A obra é uma parceria entre Governo do Estado e Itaipu, com investimento total de R$ 104 milhões. Na semana passa, os dois lados da ponte se encontraram e a obra sobre o Rio Paraná já alcança 90% de conclusão.

A perimetral terá 15 quilômetros de extensão, seis viadutos e seu objetivo é solucionar o problema logístico do trecho, marcado pelo trânsito intenso de caminhões, que deverão ser direcionados para a nova ponte entre o Brasil e o Paraguai, a Ponte da Integração, além da rodovia BR-277.

A meta é concluir a rodovia perimetral entre a Ponte da Integração e a Rodovia das Cataratas até o final do ano, com o trecho seguinte da obra sendo finalizado em 2023.

“Essa é mais uma obra desafiadora que estamos tirando do papel em parceria com a Itaipu. A Ponte da Integração está bem avançada e a perimetral já começa a se conectar a essa nova estrutura. Muito em breve a cidade de Foz do Iguaçu terá um novo corredor para os caminhões, deixando a Ponte da Amizade apenas com tráfego leve”, afirma Ratinho Junior.

O viaduto na rodovia de acesso à Ponte Tancredo Neves está quase concluído, e os viadutos no acesso ao Porto Iguaçu e no entroncamento com a Rodovia das Cataratas (BR-469) estão em fase de finalização.

Estão sendo realizados também os serviços de terraplenagem da futura pista da perimetral, e dos locais onde serão construídas as duas novas aduanas, nas fronteiras com Paraguai e Argentina, além da implantação de dispositivos de drenagem.

Além do que já está sendo feito, serão executados outros três viadutos, na Avenida Felipe Wandscheer, Avenida República Argentina e no entroncamento com a BR-277.

Diálogo com a Receita Federal

Nesse momento o Estado dialoga com Receita Federal quanto à liberação do tráfego internacional de veículos de carga assim que a Ponte da Integração estiver totalmente concluída.

Como as aduanas ainda não estarão totalmente finalizadas, uma das opções é a liberação do tráfego entre a ponte e a BR-469, neste primeiro momento, para veículos pesados sem carga, e com fluxo exclusivo de saída do Brasil.

É uma solução temporária, que já traria vantagens ao município. Caminhões vazios rumo ao Paraguai passariam pela Ponte da Integração e retornariam pela Ponte da Amizade, já reduzindo o tráfego de veículos pesados do centro de Foz do Iguaçu.

Obras no Paraguai

Também estão em obras a rodovia de acesso à ponte no município de Presidente Franco, no Paraguai. A Itaipu Binacional fará outra ponte em breve, de interesse estratégico do Paraguai, entre Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui